quinta-feira, 29 de setembro de 2011


Sabe-se lá o que eu procuro

2

Estranho sentimento de solidão toma conta dos corações, quanto mais pessoas ao seu redor mais eles se sentem sozinhos. Essa solidão que traz saudade, que sufoca, prende, entristece, essa que talvez não tenha um motivo certo ou apenas não queremos enxerga-lo. O coração bate na porta, anda por todas as esquinas a procura de um olhar, aquele que diferencia os melhores dias de sua vida de todos os outros, cruzando fronteiras através de olhares, sem um destino certo vai o coração vagante, a pulsação acelerada vai anunciar quando finalmente chegar ao seu destino final. Quem foi que disse que é preciso aceitar tudo por amor, quem foi que disse que o amor passa por cima de todos os defeitos? Quando não se quer aceitar um coisa é fácil fingir que não entendeu, que o coração ta errado, tudo parece tão impossível. Procurando dar sentido à palavras soltas, escrevendo de acordo com as batidas do coração, nada parece ter explicação, tudo é tão diferente que parece igual. Nada tem sentido, o que faz com que eu entenda tudo ao meu redor.

2 comentários:

Luna Sanchez disse...

É, a gente contraria as evidências pensando ser persistente, quando na verdade o que nos move é a teimosia.

=\

Beijos.

Iasmin Cruz disse...

Oi boa noite.
Vim lhe fazer uma visita e fazer um convite:
http://iasmincruz.blogspot.com/2011/09/perguntem.html

Postar um comentário