quinta-feira, 7 de abril de 2011


Só restam as cicatrizes.

3

Por causa dos meus falsos amores passei a acreditar em falsas promessas, que no fundo eu sabia que nunca iam se realizar. Então fingi, fingi acreditar em tudo e em todos, quando abri os olhos percebi que tinha mudado, que as pessoas viam minha nova versão. A versão da menina que não comete erros, que finge ser burrinha pra fazer graça e que não se apaixona por ninguém. Talvez isso pareça falso, mais que culpa eu tenho se de real só tive os amores impossíveis, os sonhos nunca realizados e planos para um futuro incerto? No fim eu percebo que ficaram marcas, como cicatrizes e por mais que as cicatrizes não doam elas sempre vão estar lá pra te lembrar do que aconteceu.

3 comentários:

deia.s disse...

Sempre ficam cicatrizes - marcas - , de coisas boas, ou não!

Gostei *-*

Renata Oliveira :D disse...

Já disse Clarice : "Não posso evitar o fato de que todos podem ver estar cicatrizes" E nós mesmos tb vemos, e sofremos com elas. Mas elas nos fizeram ser o que somos hoje. Então pq chorar ao olha-las, ? Temos que sorrir pela EVOLUÇÃO !



shouwww aqui ;)))

Thais Katsumi disse...

"mas que culpa eu tenho se de real só tive os amores impossíveis, os sonhos nunca realizados e planos para um futuro incerto?"
Por isso gosto de viver no meu mundo, onde tudo é perfeito, e o final é sempre, ou quase sempre, feliz.
Não aguentei, tive que postar seu texto no meu blog:
http://bethecherry.blogspot.com/

Postar um comentário